Circolo Trentino di São Paulo Circolo Trentino di São Paulo

Curiosidades trentinas

Profissão: Protetor de Vinhedos

Na mitologia alpina e tirolesa, existem muitos personagens que representam os espíritos da natureza, relembrando as antigas tradições pagãs dos celtas e réticos que habitavam a região. Os "vilões" das festas religiosas são sempre os Perchten ou Teifli (Toifli, Toifl, Teifl, Diàoli, Bèstie), representando os maus espíritos ou os inimigos da fé cristã. Mas existem "espíritos" que não são necessariamente maus ou perversos.

Um dos personagens mais originais da região remonta a uma antiga tradição ligada à maduração e colheita da uva: o ofício do Saltner , ou “o protetor dos vinhedos” (chamado na região trentina Saltàro), que podia ser encontrado até o início do século XX em algumas regiões do Tirol Meridional (principalmente na região da cidade de Meran – Vinschgau / Val Venosta, no Südtirol e Tuenno Val di Non / Nonstal, no Trentino).

O Saltner andava por entre as fazendas vinícolas, protegendo os vinhedos de animais e de possíveis ladrões de uva. Portando uma lança e com a aparência de um primitivo guerreiro, seu traje tinha origem em antigas vestimentas rituais, que representavam espíritos da natureza.

Seu ofício não se limitava, contudo, ao cultivo da uva: existia um Saltner para proteção dos vinhedos, dos pastos e dos bosques. Para representá-lo, era sempre escolhido um camponês muito correto e religioso católico, que se propusesse até o fim de sua vida a ser o protetor de sua região e servir aos demais camponeses vizinhos, recebendo alimentação e pagamento pelos vinhedos que protegia. Seu ofício era geralmente hereditário e na região trentina sua função era regulamentada por lei até o século XVIII (região de Tuenno).

Infelizmente, o Saltner não pode ser mais visto circulando entre as plantações ou pastos, pois sua antiga função não tem mais espaço no mundo moderno, como muitas outras em toda a Europa. Não é por menos que em muitos vales, prefeituras e comunidades incentivem a prática do folclore e criem exposições que mostrem as antigas tradições locais, para que sejam preservados e lembrados os valores da história local trentina. Esse incentivo atrai anualmente muitos turistas, curiosos por conhecer a antiga realidade da vida nas montanhas.

Por: Everton Altmayer – Diretor Cultural do CTSP

> veja outras curiosidades