Circolo Trentino di São Paulo Circolo Trentino di São Paulo

Curiosidades trentinas

Presépio: uma tradição no Trentino

Uma das tradições natalinas mais conhecidas é o presépio, que representa o Nascimento de Jesus.

O vocábulo presépio é de origem latina e significa manjedoura de animais ou estábulo. Trata-se da designação artística do nascimento do Menino Jesus, sempre acompanhado da Virgem Maria, de São José, de uma vaca e um jumento.

Em 1223, São Francisco de Assis quis inovar celebrando a missa de Natal para os cidadãos de Assis. Assim, com a permissão do Papa Honório III, montou um estábulo de palha com uma imagem do menino Jesus, uma vaca e um jumento vivos perto dela. E neste cenário, foi celebrada a missa de Natal daquele ano.

A representação do presépio, tal qual a conhecemos, teve início no século XVI. Em seus primórdios, o costume fazia parte das comemorações da nobreza; durante o período do Renascimento, estatuetas esculpidas pelos entalhadores tiroleses eram muito procuradas pelas cortes austríaca e italiana. Com o passar do tempo, o costume foi adotado pelos plebeus.

No século XVII, na região do Südtirol, foram adotadas novas técnicas para a produção destas figuras. Dentre elas, uma era a representação por marionetes com os membros soltos; possuiam a base em madeira, com o rosto em cera e os cabelos de lã. No século XVIII, era costume no Tirol a feitura de presépios em papel machê, estuque e cera. O mais famoso desse período é o presépio de Karl Sigmund Moser, adquirido do Museu Nacional de Munique.

Antigos presépios tiroleses também podem ser contemplados pelo público, como aquele datado de 1612, composto por 20 figuras e exposto na Basílica de Neustift (Novacella), localidade próxima à cidade de Brixen (Bressanone), no Südtirol. Esse presépio foi uma encomenda do abade Markus Hausser que, durante um bombardeio da II Guerra Mundial, sofreu graves danos; posteriormente restaurado, pôde ser admirado no interior da Abadia. Junto ao museu Diocesano de Brixen, estão conservados 46 figuras em madeira, perfeitas no entalho, datadas do período entre 1700 e 1800.

Hoje em dia, o presépio é um grande símbolo religioso que retrata o nascimento do Menino Deus.

Os trentinos são um dos povos responsáveis pelo cultivo e manutenção desta tradição natalina.

Por: Daniel Langhi – Diretor da Juventude Trentina

> veja outras curiosidades